Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





 

Inicialmente em casa e depois no dentista, mas também na escola e em programas de televisão, sempre nos alertaram para a importância de escovar os dentes e de seguir certos cuidados de higiene oral.

 

Mas com tanta informação, por vezes contraditória, o mais provável é não estarmos a agir de forma correta.

 

Sabia que a higiene oral deve iniciar-se mesmo antes que erupçione o primeiro dente?

 

A higiene oral deve ser sempre encarada como uma ação preventiva.

 

O objetivo é impedir que um conjunto de bactérias e restos alimentares se colem aos nossos dentes e gengivas (a famosa placa bacteriana).

A placa bacteriana forma-se todos os dias ao longo do dia. Inicialmente tem uma consistência mole e se não for removida nesta fase pode mineralizar tornando-se dura (tártaro).

 

Estaremos protegidos de muitas doenças que afetam a cavidade oral se adoptarmos métodos de higiene correctos e eficazes.

É a remoção eficaz dos "restos" alimentares que define uma boa higiene oral.

Então e o que é necessário para uma correta higiene oral?

Apenas escova eléctrica ou manual, pasta dentífrica, fio ou fita dentária, elixir quando necessário. 

 

Devemos escovar os dentes pelo menos duas vezes por dia, sendo que uma delas deve ser, obrigatoriamente, antes de nos deitarmos. Existem escovas de vários tamanhos, mas as mais aconselháveis são as que têm uma cabeça de acordo com o tamanho da nossa boca. A escova deve ter cerdas de dureza media ou macia para evitar lesões.

Em relação ao dentífrico, devemos usar sempre um que apresente entre 1000 e 1500ppm de flúor.

Até aos 6 anos deve colocar-se na escova uma porção de dentífrico semelhante ao tamanho da unha do dedo mindinho do bebe ou da criança. A partir dos 6 anos e suficiente usar cerca de 1cm de pasta para toda a escovagem.

Quando a escova começa a ficar com as cerdas deformadas deve ser substituída( normalmente de 3 em 3 meses).

 

A escova e pessoal e intransmissível . Deve ser guardada com as cerda voltadas para cima para poder secar e deve estar sempre limpa. 

 

O processo de escovagem deve durar entre dois a três minutos. O ideal é começar num extremo do maxilar e acabar no outro, para tentar abranger todas as superfícies dentárias (dois dentes de cada vez). Dez movimentos por zona serão suficientes.

Convêm também não esquecer as superfícies exteriores (do lado da bochecha) e interiores (do lado da língua) e escová-las suavemente. A própria língua deve ser limpa de forma macia, desde a base até ponta, de modo a remover as bactérias e a refrescar o hálito.

Devemos  usar fio ou fita dentária todos os dias para retirar residuos de comida (e bactérias) dos espaços que existem entre dentes e entre estes e as gengivas, para que a acção protectora do dentífrico seja mais Eficiente. O fio permite a higiene de zonas que a escova não consegue higienizar evitando-se assim muitas caries entre dentes. 

 So se deve recorrer a elixires ou colutórios para bochecho após indicação médica (existem produtos com aplicações bastante diferentes no mercado para além de muitos produtos que se encontram a venda poderem ter substancias que escurecem os dentes), pelo que o ideal é aconselhar-se com o seu Medico Dentista.

 

Toda a metodologia descrita e que deve ser aplicada no nosso dia-a-dia deve ser vista como um modo simples de nos mantermos saudáveis, com um sorriso bonitoe de garantir que podemos ingerir os alimentos que desejamos.

 

Criamos Sorrisos....

 

João Espírito Santo

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:21



Pub


Na CARAS desta semana


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D